Tragédia durante Maratona em São Paulo: Jovem Morre Após Mudança Repentina de Percurso

Minutos antes de sofrer uma parada cardíaca durante uma maratona organizada pelo conglomerado empresarial liderado pelo coach Pablo Marçal em São Paulo, Bruno da Silva Teixeira, de 26 anos, fez um vídeo revelando uma mudança repentina na distância da corrida, que ocorreu sem o conhecimento dos corredores.

Bruno, que era um funcionário de uma empresa afiliada ao grupo, decidiu participar de um desafio de 42 km no dia 5 de junho, após receber uma proposta de última hora. Ele e seus colegas de trabalho na XGrow, empresa fundada por Marçal e atualmente dirigida por um sócio, após a decisão do coach de se candidatar à presidência no ano passado, descobriram naquele momento que o desafio havia sido alterado de 21 km para 42 km.

No vídeo feito para o storys de seu Instagram, Bruno expressa sua surpresa e apreensão: “Onde eu fui me enfiar? Esse é o problema de andar com gente de frequência alta”.

A família de Bruno está inconsolável com a forma como sua morte ocorreu, e a Polícia Civil de São Paulo está investigando o caso como uma “morte suspeita”. Em outro vídeo, Bruno menciona que estava participando dos treinos e expressa sua opinião de que tudo parecia uma desculpa para chamar a atenção, já que Marcelo, o coach que ministrava a mentoria durante a maratona, também estava correndo.

Bruno afirma no vídeo que gravou durante uma sequência de exercícios que estava fazendo duas coisas ao mesmo tempo. No 15º quilômetro da maratona, por volta das 22h, Bruno Teixeira começou a se sentir mal. Vale ressaltar que Marçal não estava presente no grupo que participava da maratona.

O advogado de Marçal informou que o incidente foi uma fatalidade e ressaltou que a maratona foi sugerida pelos próprios funcionários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *